Pular para o conteúdo principal

Qual a diferença entre religião e mitologia?

 



A Estrela de Davi, também conhecida como Selo de Salomão, é um símbolo que tem significados diversos, incluindo interpretações místicas. Algumas das interpretações místicas associadas a esse símbolo incluem:

1. Proteção espiritual: A Estrela de Davi é vista por alguns como um símbolo de proteção espiritual, que pode ajudar a afastar influências negativas e atrair energias positivas.

2. Equilíbrio: A Estrela de Davi é formada por dois triângulos, um apontando para cima e outro para baixo, simbolizando a união de forças opostas, como o masculino e o feminino, o céu e a terra, o divino e o humano. Isso representa o equilíbrio e a harmonia.

3. União e transcendência: Alguns veem a Estrela de Davi como um símbolo da união entre o divino e o terreno, representando a conexão entre o homem e Deus. Pode ser interpretada como um caminho para a transcendência espiritual.

É importante ressaltar que o significado da Estrela de Davi pode variar de acordo com a cultura, a tradição religiosa e as crenças individuais. Ela é um símbolo importante no judaísmo e também é usada em contextos místicos e esotéricos.


A Pedra Negra da Kaaba, conhecida como "Hajar al-Aswad" em árabe, tem grande significado religioso no Islã. Embora o Islã não atribua significados místicos à pedra em si, ela desempenha um papel importante na fé dos muçulmanos. A pedra é incorporada na esquina nordeste da Kaaba, um edifício sagrado localizado na Grande Mesquita de Meca.

Acredita-se que a Pedra Negra tenha sido um presente de Deus a Abraão e Ismael, que construíram a Kaaba original. Os muçulmanos não adoram a pedra, mas a beijam ou tocam como um ato de reverência durante a peregrinação a Meca, chamada Hajj, que é um dos Cinco Pilares do Islã. A pedra é considerada um símbolo da unidade e da presença divina na vida dos muçulmanos.

Portanto, o significado da Pedra Negra é mais espiritual e religioso do que místico, desempenhando um papel crucial na prática religiosa dos muçulmanos e na história da fé islâmica.



“Pois aquele que procurar diligentemente, achará; e os mistérios de Deus ser-lhe-ão desvendados pelo poder do Espírito Santo, tanto agora como no passado e tanto no passado como no futuro.”






Religião e mitologia são conceitos relacionados, mas têm diferenças significativas. 


Religião:

1. Crença em uma divindade ou força sobrenatural que é adorada e cultuada.

2. Geralmente inclui um sistema de rituais, moral e ética.

3. Pode fornecer orientação espiritual e respostas para questões existenciais.

4. Exemplos incluem o Cristianismo, Islã, Hinduísmo, entre outros.


Mitologia:

1. Conjunto de histórias, mitos e lendas que explicam a origem, natureza e comportamento dos deuses e seres sobrenaturais.

2. Muitas vezes não é uma religião ativa, mas uma parte importante da cultura e tradição de uma sociedade.

3. Pode não envolver adoração ou rituais religiosos.

4. Exemplos incluem a mitologia grega, nórdica, egípcia, entre outras.


Em resumo, a religião envolve adoração e prática espiritual, enquanto a mitologia se concentra em narrativas míticas que explicam aspectos do mundo e da natureza, frequentemente sem práticas religiosas formais associadas.

Abraão, um personagem central no Judaísmo, Cristianismo e Islamismo, é tradicionalmente considerado o pai de três filhos notáveis:


1. Ismael: Ismael foi o filho mais velho de Abraão, nascido de sua união com sua serva Agar, de acordo com a tradição judaica e islâmica. Ele é reconhecido como um ancestral dos povos árabes e é uma figura importante na tradição islâmica, considerado o ancestral dos árabes.


2. Isaque: Isaque foi o filho de Abraão e sua esposa Sara, nascido quando Abraão tinha 100 anos e Sara, 90. Isaque é uma figura proeminente no Judaísmo e no Cristianismo, sendo o pai de Jacó (também conhecido como Israel) e Esaú. A aliança de Deus com Abraão foi renovada com Isaque e seus descendentes.


3. Outros filhos: Após a morte de Sara, Abraão teve filhos com sua segunda esposa, Quetura. Seus filhos com Quetura não são tão proeminentes nas escrituras e tradições religiosas quanto Ismael e Isaque, mas eles também são considerados parte da descendência de Abraão.


Esses filhos de Abraão desempenharam papéis significativos na história das religiões abraâmicas e na genealogia de diversos grupos étnicos e culturas.


Qual era a religião dos árabes antes do Islamismo?


Antes do Islã, muitos árabes praticavam uma variedade de religiões e crenças. A religião predominante era o politeísmo, no qual adoravam vários deuses e deusas, muitos dos quais eram associados a objetos naturais, como o sol, a lua e as estrelas. Essa crença era conhecida como "jáhiliyya" e envolvia a adoração de ídolos em locais sagrados, como a Caaba em Meca. Além do politeísmo, havia também comunidades judaicas e cristãs na Península Arábica antes da chegada do Islã. O Islã unificou essas crenças sob a adoração de um único Deus, Allah, e se tornou a religião predominante na região.


Qual era a religião dos cristãos antes do Cristianismo?


Antes do Cristianismo, a maioria dos seguidores de Jesus Cristo praticava o Judaísmo, já que Jesus era judeu e muitos dos primeiros cristãos eram judeus. O Cristianismo se originou como uma seita dentro do Judaísmo antes de se tornar uma religião independente. Portanto, os primeiros cristãos eram originalmente judeus que acreditavam que Jesus era o Messias prometido.


Qual era a religião dos judeus antes do judaísmo?


Antes do desenvolvimento do judaísmo, os ancestrais dos judeus praticavam uma variedade de crenças religiosas, muitas vezes referidas como religiões cananeias. Com o tempo, essas crenças evoluíram para o monoteísmo, e o judaísmo como o conhecemos hoje começou a se desenvolver com as contribuições de líderes como Abraão e Moisés. Portanto, não havia uma religião específica dos judeus antes do judaísmo, mas sim uma transição de crenças religiosas antigas para o que se tornaria o judaísmo monoteísta.

Resumindo religião é um mito aceito como verdade por um líder para doutrinar o seu povo e impor um código de ética, moral, comportamento social, leis etc...

Eu particularmente sou espiritualista acredito na existência de um espírito imortal e de mundos superiores ao nosso, acredito que existe um ou mais níveis de existência superior


A salvação segundo.a Literatura Vedica.


Nossos corpos são apenas máquinas biológicas que servem para nossos espíritos desfrutarem dos desejos e experiências do mundo material.


Srimad Bhagavatan.


A salvação segundo a Bíblia.


Plano de Salvação: O propósito da vida, através do qual Deus criou a Terra para permitir que Seus filhos espirituais pudessem receber corpos mortais, aprender lições de vida através de obediência absoluta, morrer, receber novos corpos imortais através da *ressurreição* de Cristo, viver pra sempre, ter seus próprios filhos espirituais, e repetir o ciclo com eles.


A mesma tradição o mesmo Deus, as mesmas escrituras a literatura Vedica deu origem a todas as religiões.

“Pois aquele que procurar diligentemente, achará; e os mistérios de Deus ser-lhe-ão desvendados pelo poder do Espírito Santo, tanto agora como no passado e tanto no passado como no futuro.”












Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS MISTÉRIOS DO 11 DE SETEMBRO "PORQUE A VERSÃO OFICIAL NÃO PODE SER VERDADEIRA"

TODOS OS MISTÉRIOS FORAM DESVENDADOS NESTE DOCUMENTÁRIO RTP 2 - 11 de Setembro A Grande Farsa (Completo) NÃO FOI UMA AERONAVE QUE ATINGIU O PENTÁGONO ISTO JÁ ESTA PROVADO AUTOR QUE DENUNCIAVA 11/09 É ENCONTRADO MORTO AUTOR QUE DENUNCIAVA O 11 DE SETEMBRO COMO UM PLANO AMERICANO É ENCONTRADO MORTO JUNTO COM TODA FAMÍLIA Phillip Marshall, pesquisador, escritor e ex-piloto da CIA, foi encontrado morto em 2 de fevereiro de 2013, com sua esposa e filhos. Até mesmo o cão da família foi morto. As autoridades tratam a questão como suicídio, mas de acordo com aqueles que o conheciam Phillip, ele vivia com medo desde q...ue ele publicou seu livro "The Big Bamboozle: 9/11 e a Guerra ao Terror", em que culpa o governo dos Estados Unidos para os ataques. Phillip escreveu no livro que a administração Bush, com a cooperação de inteligência saudita, foi responsável pelos ataques terroristas de falsa bandeira 11 de setembro de 2001 às Torres Gêmeas. De ac

ARTUR BERLET E A REVELAÇÃO (UMA CIDADE COM 90 MILHÕES DE HABITANTES) NOSSO PLANETA O PRÓXIMO ALVO?

Aliás, todas as evidências indicam que existe mesmo uma certa raça malévola dos tripulantes de OVNI que tem um grande interesse em destruir a nossa civilização, muito possivelmente para se apoderar da Terra - um verdadeiro paraíso infelizmente tão desprezado e maltratado por nós mesmos! Nada, nada mesmo, impede que certas criaturas, tal como nos falam os relatos bíblicos sobre a "Tentação da Serpente", de tempos em tempos se aliem com algumas nações, fornecendo tecnologia e assim estimulando nos bastidores, e graças à nossa estupidez, o nosso próprio fim! Artur Belet, um brasileiro seqüestrado para exames por tripulantes de um OVNI no Estado do Rio Grande do Sul, ouviu de um deles precisamente isto: "Chegamos à conclusão que vocês não suportarão por durante muito tempo a curiosidade de ver o estrago que fazem todas as suas armas. E quando isso acontecer, não poderão escapar dessa devastação, porque com poucas bombas daquelas (nucleares) contaminarão tod

O PROJETO JANUS

Eis aqui um pequeno exemplo de poder: Imaginemos que sois o novo rei de um país e desejais ter a segurança de continuar sendo. Então, convocais separadamente duas pessoas das quais tendes a certeza de que elas farão o que lhes direis. Para uma dareis diretrizes “de esquerda” e a financiareis para que ela possa criar um partido.  Com a outra agireis da mesma forma, fazendo-a criar um partido “de direita”.  Acabais de dar vida a dois partidos de oposição, financiais a propaganda, os votos, as ações e estais exatamente a par de seus mínimos planos. O que significa que controlais os dois. Para que um partido tenha vantagem sobre o outro, só tendes de lhe dar mais dinheiro. Os dois chefes de partido crêem ter-vos a seu lado, e sois assim “amigo” dos dois.   O povo é assim, dessa forma, preso nesse vai-e-vem entre “esquerda” e “direita” e sequer pode imaginar que, como rei podeis ser a origem da dissensão. O povo até vai pedir-vos auxílio e conselho.  Golbery seria o idealizador do Projeto J