Pular para o conteúdo principal

A CIÊNCIA JÁ MENTIU ALGUMAS VEZES PARA A HUMANIDADE?


O cientista que estuda cientistas

O professor de psicologia Kevin Dunbar queria entender como pesquisadores chegam a conclusões científicas. Passou um ano nos laboratórios da Universidade Stanford, nos EUA. O que ele descobriu? Que cientistas adoram formular teses - mas odeiam quando elas fracassam. E que a ciência ignora descobertas acidentais capazes de revolucionar nosso conhecimento.
Cientistas iniciam pesquisas com uma tese e depois fazem testes para comprová-la. Qual o problema disso?

O problema é que os cientistas definem um objetivo, e esse objetivo bloqueia a consideração de outras hipóteses. Pelo menos 50% dos dados são inconsistentes com a tese inicial. Uma proteína que “não deveria estar lá por exemplo. Quando isso acontece, os cientistas refazem o experimento mudando detalhes, como a temperatura, esperando que o dado estranho desaapareça. Só uma minoria investiga os resultados inesperados.

Por quê?

Se você esta comprometido com uma teoria, a tendência é ignorar fatos inconsistentes com ela. Pode ser que você repare um dado inesperado. A explicação para isso esta no cérebro. Há informações demais a nossa volta. e o cérebro precisa filtrá-las. Dados “estranhos’ nem serão memorizados. Essa é uma das funções de uma região cerebral chamada córtex pré frontal dorsolateral: suprimir informações indesejadas.

Mas quando saber qual  dado estranho merece atenção e qual não merece?

O bom cientista sabe que tipo de dados a seguir. Ele dirá:”hum, isso é interessante, vamos por aqui.’ Outros cientistas não mudarão de rumo. Experimentos custam tempo e dinheiro, e eles não vão se arriscar em nome de algo que não conhecem. Em geral, cientistas precisam decidir entre fazer os experimentos de baixo risco, que garantem emprego e publicações, e os de alto risco que provavelmente não vão funcionar, mas podem render descobertas relevantes.



Então o processo científico é parte do problema?



Sim, ele faz os cientistas se preocupar em só publicar. Assim 90% dos cientistas apenas mudam uma variável de um velho experimento e o publicam de novo. Alterando detalhes, sem fazer descobertas que realmente contribuam para o conhecimento.


Como fomentar descobertas acidentais?


Com diálogo. Na ciência, o raciocínio é feito em conjunto. É nas conversas que o raciocínio espontâneo ocorre. E isso pode ajudar o cientista a mudar de idéia sobre um resultado. Por isso a diversidade do grupo de cientistas é crucial. é importante ter gente na equipe que tenha viindo de faculdades diferentes, por exemplo . Também é bom ter homens e mulheres no grupo.
Que descoberta o mundo teria perdido não fosse o fracasso de uma tese?


O Viagra. Ele foi inicialmente desenvolvido para problemas de coração. No fim dos testes a condição cardíaca dos voluntários não melhorou, mas eles não quiseram devolver a droga. Por Quê? Os cientistas prestaram atenção no resultado inesperado - e hoje o Viagra é usado globalmente para combater a impotência sexual. Os cientistas, que achavam que o experimento havia falhado, fizeram uma importante descoberta acidental.

33% dos cientistas mentem em pesquisas

Um estudo divulgado pela Clinical Psychology aponta que pelo menos 33% dos cientistas utilizam práticas questionáveis para obter e publicar dados em pesquisas. Entre os atos mais comuns, o estudo mostra que eles costumam forjar números de acordo com a intuição e mudar o enfoque da pesquisa de forma a obter os dados desejados. Além disso, um em cada cinquenta cientistas admite falsificar estatísticas. A prática pode ter ainda mais adeptos, já que o número de pesquisadores que admitiu ter visto outros colegas lançando mão de métodos questionáveis é de 71%. O estudo analisou ainda 281 trabalhos escritos realizados pelos professores e 50% deles continham erros de estatística. Em 15% dos trabalhos, os erros de pesquisa modificavam diretamente o resultado final.




PROVAS QUE NÃO SE ENCAIXAM

A CIÊNCIA 

Ela realmente faz o que afirma fazer? Pega os fatos e começa a partir disso? A ciência tem se concentrado mais em teorias do que em fatos, a partir destes fatos surge uma teoria para explicar novos fatos podem mudar a teoria mas ignorados com freqüência, chamamos estes fatos de anomalias, provas que não se encaixam, no seu polemico livro arqueologia proibida os cientistas Thomson e Cremo, mostram o que acontece com as provas que contradizem as regras, durante os últimos 150 anos, os arqueólogos e antropólogos ocultaram quase todas as provas de suas descobertas, as pessoas tendem a ocultar aquilo que não se encaixa, e na ciência as provas que não se encaixam no modelo padrão, tendem a serem eliminadas, não são ensinadas ou discutidas, mesmo as pessoas que tem conhecimento cientifico não sabem nada sobre isto.

Fonte : http://www.tecmundo.com.br/pesquisa/16901-33-dos-cientistas-mentem-em-pesquisas-aponta-estudo.htm
Revista Superinteressante Agosto de 2010, TEXTO EDUARDO SZKLARS Editora Abril
Resumo Kevin Dunbar. Professor de Psicologia e diretor do Laboratório de Pensamento Complexo e Raciocínio:, Genes Brains e Cognição da Universidade...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS MISTÉRIOS DO 11 DE SETEMBRO "PORQUE A VERSÃO OFICIAL NÃO PODE SER VERDADEIRA"

TODOS OS MISTÉRIOS FORAM DESVENDADOS NESTE DOCUMENTÁRIO RTP 2 - 11 de Setembro A Grande Farsa (Completo) NÃO FOI UMA AERONAVE QUE ATINGIU O PENTÁGONO ISTO JÁ ESTA PROVADO AUTOR QUE DENUNCIAVA 11/09 É ENCONTRADO MORTO AUTOR QUE DENUNCIAVA O 11 DE SETEMBRO COMO UM PLANO AMERICANO É ENCONTRADO MORTO JUNTO COM TODA FAMÍLIA Phillip Marshall, pesquisador, escritor e ex-piloto da CIA, foi encontrado morto em 2 de fevereiro de 2013, com sua esposa e filhos. Até mesmo o cão da família foi morto. As autoridades tratam a questão como suicídio, mas de acordo com aqueles que o conheciam Phillip, ele vivia com medo desde q...ue ele publicou seu livro "The Big Bamboozle: 9/11 e a Guerra ao Terror", em que culpa o governo dos Estados Unidos para os ataques. Phillip escreveu no livro que a administração Bush, com a cooperação de inteligência saudita, foi responsável pelos ataques terroristas de falsa bandeira 11 de setembro de 2001 às Torres Gêmeas. De ac

ARTUR BERLET E A REVELAÇÃO (UMA CIDADE COM 90 MILHÕES DE HABITANTES) NOSSO PLANETA O PRÓXIMO ALVO?

Aliás, todas as evidências indicam que existe mesmo uma certa raça malévola dos tripulantes de OVNI que tem um grande interesse em destruir a nossa civilização, muito possivelmente para se apoderar da Terra - um verdadeiro paraíso infelizmente tão desprezado e maltratado por nós mesmos! Nada, nada mesmo, impede que certas criaturas, tal como nos falam os relatos bíblicos sobre a "Tentação da Serpente", de tempos em tempos se aliem com algumas nações, fornecendo tecnologia e assim estimulando nos bastidores, e graças à nossa estupidez, o nosso próprio fim! Artur Belet, um brasileiro seqüestrado para exames por tripulantes de um OVNI no Estado do Rio Grande do Sul, ouviu de um deles precisamente isto: "Chegamos à conclusão que vocês não suportarão por durante muito tempo a curiosidade de ver o estrago que fazem todas as suas armas. E quando isso acontecer, não poderão escapar dessa devastação, porque com poucas bombas daquelas (nucleares) contaminarão tod

O PROJETO JANUS

Eis aqui um pequeno exemplo de poder: Imaginemos que sois o novo rei de um país e desejais ter a segurança de continuar sendo. Então, convocais separadamente duas pessoas das quais tendes a certeza de que elas farão o que lhes direis. Para uma dareis diretrizes “de esquerda” e a financiareis para que ela possa criar um partido.  Com a outra agireis da mesma forma, fazendo-a criar um partido “de direita”.  Acabais de dar vida a dois partidos de oposição, financiais a propaganda, os votos, as ações e estais exatamente a par de seus mínimos planos. O que significa que controlais os dois. Para que um partido tenha vantagem sobre o outro, só tendes de lhe dar mais dinheiro. Os dois chefes de partido crêem ter-vos a seu lado, e sois assim “amigo” dos dois.   O povo é assim, dessa forma, preso nesse vai-e-vem entre “esquerda” e “direita” e sequer pode imaginar que, como rei podeis ser a origem da dissensão. O povo até vai pedir-vos auxílio e conselho.  Golbery seria o idealizador do Projeto J